Ranking da UEFA: Portugal perde o sexto lugar para os Países Baixos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ranking da UEFA: Portugal perde o sexto lugar para os Países Baixos
Ricardo Esgaio, na derrota do Sporting em Turim
Ricardo Esgaio, na derrota do Sporting em Turim
AFP
Daqui a duas temporadas, só o campeão nacional vai ter acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões, com o segundo a ter de passar por uma pré-eliminatória. Depois da ultrapassagem a Portugal, a Eredivisie ainda está de olho em França e no quinto lugar.

Era um cenário que parecia cada vez mais palpável e que agora ficou confirmado. A Eredivisie (59.300 pontos), campeonato dos Países Baixos, subiu ao sexto lugar do ranking da UEFA, deixando pelo caminho a Liga (55.882), cujos únicos representantes europeus ainda em prova – Benfica e Sporting – perderam na primeira mão de Liga dos Campeões e Liga Europa, respetivamente. No caso neerlandês, o Feyenoord venceu a Roma, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa e o AZ perdeu com o Anderlecht, na fase equivalente da Liga Conferência.

Quer isto dizer que em 2024/25, Portugal vai passar a ter um lugar direto na fase de grupos da Liga dos Campeões (campeão), uma vaga na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões (segundo classificado), um lugar na fase de grupos da Liga Europa (vencedor da Taça de Portugal, ou o terceiro classificado), um posto no play-off da Liga Europa (terceiro lugar ou quarto) e uma vaga na terceira pré-eliminatória da Liga Conferência (quarto classificado).

O ranking da UEFA
Flashscore

Existe ainda uma remota hipótese de Portugal conseguir colocar três equipas Na Liga dos Campeões. 2024/25 marca o início de um novo formato da prova, com 36 equipas (mais quatro que as habituais) e o abandono do modelo dos grupos por um suíço. As quatro vagas extras vão ser atribuídas da seguinte maneira: Uma para o quinto classificado do ranking (França, que está ameaçada pelos Países Baixos), uma para o caminho das pré-eliminatórias dos campeões nacionais e duas para os países com melhor desempenho na época anterior em termos de pontos (esta época seriam Inglaterra e Itália). É este último caso que pode valer a Portugal.