Sem sobressaltos, sim, mas também sem brilho: FC Porto vence Estrela da Amadora (2-0)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Sem sobressaltos, sim, mas também sem brilho: FC Porto vence Estrela da Amadora (2-0)

Atualizado
Galeno marcou o primeiro e assistiu João Mário para o segundo
Galeno marcou o primeiro e assistiu João Mário para o segundoOpta by Stats Perform/LUSA
O FC Porto venceu este sábado o Estrela da Amadora, por 2-0, na 22.ª jornada do campeonato, e regressou assim aos triunfos depois do empate diante do Rio Ave (0-0) e da derrota perante o Arouca (2-3). Galeno, aos 35 minutos, fez o 1-0, assistido por João Mário, com os dois a trocarem os papéis aos 56', quando o extremo serviu o lateral para o 2-0. Os dragões chegam assim aos 48 pontos, menos quatro que Sporting (menos 2 jogos) e Benfica, que joga amanhã.

Recorde as incidências da partida

Sem Fábio Cardoso, castigado, Sérgio Conceição promoveu a estreia de Otávio, reforço de inverno, lado a lado com Pepe no centro da defesa, apostando ainda em Zaidu no lugar do castigado Wendell. Fora da ficha de jogo dos dragões, que voltaram a ter Taremi no banco de suplentes, desta vez sem ser utilizado, ficaram Stephen Eustaquio, Romário Baró e Danny Namaso.

Já do lado do Estrela da Amadora, Sérgio Vieira também mudou dois jogadores em relação ao jogo com o Portimonense, da última jornada, com Ronaldo Tavares e André Luiz nos lugares de Rodrigo Pinho e Regis.

Notas finais dos jogadores
Notas finais dos jogadoresFlashscore

A jogar em casa, num Dragão bem composto, com 30.613 espectadores, o FC Porto entrou ao ataque e logo aos seis minutos Evanilson esteve perto do golo, respondendo da melhor forma a um cruzamento de Francisco Conceição, com Bruno Brígido a responder à altura, evitando o 1-0.

Aos 10' tentou responder André Luiz, de longe, mas o remate saiu muito por cima da baliza de Diogo Costa.

Dez minutos depois, novo lance de cabeça, agora com João Mário a cruzar e Nico González, solto de marcação, a cabecear ao lado da baliza dos tricolores.

Aos 26 minutos, num lançamento longo de Zaidu, Pepe ganhou ao primeiro poste mas Evanilson cabeceou ao lado, antes da jogada de Galeno que, à entrada da grande área, com espaço, rematou mas muito desviado.

O azar de Zaidu antes do 1-0

Aos 28', num contra-ataque rápido, André Luiz fugiu pela direita, entrou na área mas Zaidu, num grande pique, conseguiu fazer o corte crucial para canto, num lance arrepiante, com o lateral do FC Porto a torcer o joelho esquerdo. O defesa dos dragões saiu de maca, sob aplausos, com Jorge Sánchez a ser lançado aos 32 minutos.

A melhor resposta, porém, surgiu por parte dos restantes companheiros, aos 36 minutos: combinação na direita, entre Francisco Conceição e João Mário, com o lateral a cruzar e, depois de um ressalto, a bola a parar nos pés de Galeno, que bateu com facilidade Bruno Brígido.

A reação do Estrela foi... imediata. Aos 37 minutos, após cruzamento da direita, Ronaldo Tavares cabeceou colocado e Diogo Costa voou para, junto à trave, desviar para canto.

Aos 42 minutos Francisco Conceição ficou perto do 2-0, com recuperação de bola do FC Porto, Evanilson a servir o extremo que, apenas com Bruno Brígido pela frente, rematou para defesa do guardião do Estrela.

No primeiro dos três minutos de compensação, Ronaldo Tavares ganhou o duelo a Otávio e André Luiz rematou ao lado, antes da resposta de Francisco Conceição que, em jeito, rematou ao lado da baliza de Bruno Brígido.

Estatística ao intervalo
Estatística ao intervaloOpta by Stats Perform

Sempre João Mário

A segunda parte começou sem alterações em ambas as equipas, para lá da entrada de Jorge Sánchez no FC Porto, ainda na primeira parte. 

A primeira tentativa pertenceu ao FC Porto, com Pepe, aos 51 minutos, servido por Jorge Sánchez, a rematar muito por cima da baliza de Bruno Brígido. Aos 53' foi Francisco Conceição a cruzar e Galeno a deixar para Evanilson cabecear por cima.

Aos 55 minutos Galeno esteve pertíssimo de bisar, com um grande passe de Alan Varela para o extremo luso-brasileiro, que rematou para enorme intervenção de Bruno Brígido, com o pé, a ceder canto.

Um minuto depois, aos 56', surgiu o 2-0 para o FC Porto, numa jogada de insistência, com João Mário, de fora da área, a atirar cruzado, batendo o guardião do Estrela da Amadora.

Lugar às mudanças

Aos 66 minutos Sérgio Vieira, treinador do Estrela, fez três substituições de uma assentada, lançando três reforços, um deles em estreia absoluta: Oakley-Boothe, ex-Blackpool, além de Bucca e Nanu, saindo Nilton Varela, Aloísio Souza e André Luiz.

Respondeu Sérgio Conceição, aos 69 minutos, tirando os dois extremos, Galeno e Francisco Conceição, para lançar Gonçalo Borges e Iván Jaime.

No regresso ao Dragão, aos 71 minutos, Nanu rematou forte para defesa de Diogo Costa, antes de Sérgio Vieira lançar Kikas para o lugar de Hevertton. Aos 73' Ronaldo Tavares sentou-se no relvado, pediu substituição e deixou o treinador do Estrela com a última alteração a ser feita de forma forçada, saindo aos 76' para entrar Jean Felipe.

À entrada para os últimos dez minutos, Bucca testou a pontaria, de longe, mas a bola saiu muito ao lado da baliza de Diogo Costa. Aos 82' foi Iván Jaime a ficar perto do 3-0, valendo ao Estrela Jean Felipe que, com a perna esquerda, evitou que a bola levasse a direção da baliza.

Na reta final da partida, aos 87 minutos, Sérgio Conceição esgotou as alterações, lançando André Franco e Toni Martínez para os lugares de Nico González e Evanilson.

Nos cinco minutos de compensação, com o jogo resolvido, o FC Porto geriu a vantagem, com Pepê a ser ainda assistido mas sem denotar inferioridade física até ao apito final do árbitro.

Estatística final e destaques individuais da partida
Estatística final e destaques individuais da partidaOpta by Stats Perform

Homem do jogo Flashscore: João Mário (FC Porto)

O mapa de calor de João Mário
O mapa de calor de João MárioOpta by Stats Perform/LUSA