Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Hóquei em Patins: Meias-finais da Taça de Portugal definidas

Oliveirense e FC Porto vão realizar o jogo grande das meias-finais
Oliveirense e FC Porto vão realizar o jogo grande das meias-finaisOliveirense
O sorteio foi realizado esta quinta-feira. Final four da Taça de Portugal de hóquei em patins disputa-se entre 27 e 28 de abril, no Pavilhão Municipal de Barcelos.

O duelo grande das meias-finais da Taça de Portugal de hóquei em patins vai ser entre Oliveirense e FC Porto. Os dragões lideram o campeonato nacional e vão ter pela frente o terceiro classificado, na procura de disputar a quinta final em sete temporadas.

No outro lado do quadro, a equipa da casa, o OC Barcelos, vai defrontar o Benfica, atual quarto classificado do campeonato.

Recorde-se que as quatro equipas em prova já conquistaram a competição.  O FC Porto soma 18 títulos (o último em 2022) e é o conjunto mais titulado, seguido de Benfica (15, o último em 2015), Oliveirense (quatro, o último em 2019)  e OC Barcelos (quatro, o último em 2004).

Da parte do FC Porto, João Baldaia não considerou que a equipa tenha responsabilidade acrescida por ser a que mais vezes venceu a competição, mas garantiu a vontade em arrecadar mais um troféu.

A expectativa não é diferente dos outros jogos. Vamos entrar para ganhar. Queremos superar o primeiro jogo e vencer a final. Sabemos que todos são adversários de grande categoria, mas temos um historial na Taça de Portugal que queremos honrar”, completou o diretor dos 'azuis e brancos'.

Da parte da Oliveirense, Avelino Bastos, diretor do clube, considerou que a boa época que a equipa está a fazer dá “direito a sonhar em levar a taça” para Oliveira de Azeméis.

São quatro equipas muito fortes e qualquer uma pode ganhar. Certamente vamos deixar tudo em campo. Iremos encarar um jogo de cada vez, mas com ambição de estarmos na final”, completou o dirigente.

Pelo Benfica esteve presente Valter Neves, diretor da equipa das 'águias', que, mostrando-se ciente das dificuldades de defrontar, logo nas meias-finais, a equipa da casa (Óquei de Barcelos), espera, também, o apoio dos muitos adeptos do clube no norte do país.

Este é um troféu que já nos foge desde 2015, mas viremos com grande ambição de vencer. Já mostrámos muita competência para chegar a esta 'final four', mas agora queremos chegar ao derradeiro jogo e triunfar. São quatro grandes equipas e temos de trabalhar no máximo”, completou.

Por parte do conjunto da casa, Raul Alves, diretor do Óquei de Barcelos, espera que a condição de anfitrião possa trazer uma vantagem no apoio do público.

Estamos cá para vencer. Queremos que o 'caneco' (Taça) fique na nossa cidade. Desejamos boa sorte a todos e que seja um grande jornada hóquei e com muito fair-play”, acrescentou o diretor dos minhotos.

Foi também com esse apelo ao 'fair-play' e ao espetáculo que Luís Sénica, presidente da Federação de Patinagem de Portugal (FPP), entidade que este ano comemora o centenário de existência, se dirigiu a todos intervenientes da 'final four'.

Sendo este um dos melhores eventos de hóquei patins em Portugal, o importante é que seja modalidade a sair a ganhar. Durante estes 100 anos, a FPP soube reinventar-se. O hóquei em patins continua com grande vitalidade. Acreditamos que o futuro será ainda mais sólido”, completou o presidente da FPP.

Como anfitrião do torneio, Mário Constantino Cruz, presidente da Câmara de Barcelos, mostrou a convicção que esta 'final-four' será uma “grande festa” lembrando que cidade vibra muito com a modalidade.

Agradeço à FPP esta parceria que levou à escolha de Barcelos como palco desta ‘final four’. A nossa população gosta muito de hóquei em patins e, receber um grande evento como este, é uma honra para todos nós”, concluiu o autarca