Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Lawrence Cherono, do Quénia, suspenso por sete anos por violação de doping

Lawrence Cherono, do Quénia, celebra a vitória na maratona de Valência
Lawrence Cherono, do Quénia, celebra a vitória na maratona de ValênciaReuters
O queniano Lawrence Cherono foi condenado a sete anos de suspensão, depois de se ter descoberto que o antigo vencedor das maratonas de Boston e Chicago violou os regulamentos antidopagem, informou a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) esta quarta-feira.

A AIU impôs uma proibição de quatro anos pela violação, juntamente com outra proibição de quatro anos pela adulteração ou tentativa de adulteração do controlo antidoping, mas reduziu a proibição total em um ano, devido à admissão e aceitação.

Cherono tinha sido suspenso provisoriamente em julho de 2022, depois de ter testado positivo para trimetazidina, numa amostra fora de competição, e a AIU determinou que o atleta não tinha uma isenção para a substância proibida.

O queniano disse à AIU que tinha tido problemas de estômago e que um médico lhe tinha injetado uma substância desconhecida, mas mais tarde deu uma explicação diferente, culpando uma confusão com a medicação da sua mulher.

A proibição de sete anos começa a contar a partir de 16 de julho de 2022, data da suspensão provisória original.

Menções