Alonso com dúvidas antes da corrida: "Não temos certezas, mas estou contente por ser terceiro"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Alonso com dúvidas antes da corrida: "Não temos certezas, mas estou contente por ser terceiro"

Fernando Alonso
Fernando AlonsoReuters
Depois de um terceiro lugar na qualificação para a corrida de sprint, Fernando Alonso, de 42 anos, disse que foi um dia "muito stressante" de voltas em piso seco e molhado, com condições mutáveis e difíceis para todos configurarem adequadamente os carros.

Durante alguns momentos, foi primeiro, mas acabou por se contentar com o terceiro lugar, na segunda linha da grelha de partida, para o Grande Prémio da China, o que não é um feito fácil.

O regresso ao país asiático tem sido caótico em termos meteorológicos, o que trouxe mais stress do que o habitual aos pilotos, mecânicos e engenheiros. Mas, como é habitual quando a chuva chega, Fernando Alonso fica satisfeito.

"Na Q2 tivemos um pequeno problema de competitividade porque também não fomos muito rápidos, acho que só passámos em oitavo ou nono. Quando começou a chover na Q3 foi muito difícil. Os pneus estavam a aquecer cada vez mais, mas a pista estava cada vez mais húmida e era muito difícil interpretar as condições", disse à DAZN no final da sessão.

Principalmente porque a pista não ajudou em nada. "Era difícil avaliar o nível de aderência e o nível de risco que queres aplicar. No final, funcionou bem e estou contente por a equipa ter colocado o carro entre os três primeiros", disse o piloto da Aston Martin.

Olhando para a corrida, Alonso está num mar de dúvidas. Ou pelo menos é o que ele diz. "Não temos certezas, saberemos amanhã".