Rio de Janeiro: Alcaraz desiste devido a lesão na primeira ronda de torneio ATP 500

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Rio de Janeiro: Alcaraz desiste devido a lesão na primeira ronda de torneio ATP 500

Alcaraz desiste no Rio
Alcaraz desiste no RioAFP
O tenista espanhol Carlos Alcaraz, número dois do mundo, desistiu na terça-feira da primeira ronda do torneio ATP 500 do Rio de Janeiro devido a uma lesão no tornozelo direito sofrida no início do primeiro jogo do encontro com o brasileiro Thiago Monteiro.

Recorde as principais incidências da partida

Favorito para manter o título conquistado em 2022 no principal evento de ténis da América do Sul, o jovem de 20 anos, natural de Múrcia, retirou-se com um desconforto visível quando o jogo estava 1-1 e adicionou mais amortecedores ao seu tumultuoso início de temporada.

No entanto, minutos depois da sua estreia falhada, deu uma parte de tranquilidade para garantir que os fisioterapeutas acreditam que o desconforto "não é grave", embora tenha reconhecido que estava a sentir dores e que na quarta-feira será testado.

"Falei com o fisioterapeuta no relvado e decidimos, em conjunto, que ia continuar para ver se melhorava. Não melhorou, por isso preferimos ter cuidado e retirarmo-nos por precaução", disse em conferência de imprensa.

O tornozelo direito torceu-se no saibro molhado da quadra principal do Jockey Club, banhado pela chuva que caiu desde a tarde de terça-feira na cidade postal do Brasil.

A chuva, um problema recorrente no torneio, obrigou mesmo a que o início do segundo dia fosse adiado por três horas e que quatro jogos fossem adiados para quarta-feira.

"São coisas que acontecem, sobretudo em terra batida. Não foi um problema do court, magoei-me numa mudança de direção e isso acontece neste tipo de superfície", acrescentou.

Início de época convulsivo

Após a contusão, o prodígio ibérico foi transferido para o seu banco, onde foi assistido durante dez minutos.

O tornozelo foi enfaixado e estabilizado sob o olhar preocupado do seu treinador, o tenista espanhol Juan Carlos Ferrero, que observava o seu pupilo das bancadas.

Apesar do desconforto que exprimia no rosto e de coxear ligeiramente, Alcaraz regressou ao campo e deu mesmo alguns sinais do seu bom ténis, vencendo o primeiro jogo.

Mas acabou por abandonar a competição depois de Monteiro lhe ter quebrado o serviço, para tristeza dos espectadores que esperaram para o ver até altas horas da noite no Rio.

"É muito triste ganhar assim, porque sei o quanto cada jogador trabalha para estar pronto para um torneio desta dimensão. Só desejo a ele uma rápida recuperação, que não seja nada grave e que não afete sua temporada", disse o brasileiro.

O revés físico de Alcaraz junta-se ao seu início de temporada instável: perdeu para o chileno Nicolas Jarry (21) nas meias-finais do ATP 250 de Buenos Aires, no sábado, e para o alemão Alexander Zverev (6) nos quartos de final do Open da Austrália, no final de janeiro.

Sem hipóteses de lutar pela coroa na "Cidade maravilhosa", onde perdeu a final do ano passado para o britânico Cameron Norrie, o espanhol está há sete meses sem ganhar um título. O último foi em Wimbledon, em julho.