Rio Open: João Fonseca perde com Navone e acaba a esperança de título brasileiro (1-2)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Rio Open: João Fonseca perde com Navone e acaba a esperança de título brasileiro (1-2)
João Fonseca vai dar importante salto no ranking da ATP
João Fonseca vai dar importante salto no ranking da ATP
AFP
O Brasil não tem mais representantes no Rio Open, torneio do ATP 500. Depois de colocar três atletas nos quartos de final do evento que acontece no Jockey Club, o país viu o trio cair esta sexta-feira e despedir-se do maior torneio ATP da América do Sul.

Depois das eliminações de Thiago Monteiro e Thiago Wild, a noite terminou com a derrota de João Fonseca, de apenas 17 anos, para o argentino Mariano Navone, número 113 do mundo.

O argentino levou a melhor, com uma reviravolta, por 2-1 (2-6, 6-3 e 6-3) em duas horas e 22 minutos de jogos, colocando um ponto final no sonho do atleta da casa, que dá os primeiros passos no ténis profissional. 

Sendo assim, a Argentina terá três jogadores nas meias-finais, que acontecem este sábado. 

O único "intruso" no grupo dos quatro cabeças de série até ao momento é o britânico Cameron Norrie, número 23 do mundo e mais bem classificado entre os que chegam nesta fase da competição. Norrie é o atual campeão e defende a conquista que teve no Rio em 2023. 

Números do jogo
Flashscore

Apoio foi insuficiente

João Fonseca chegou motivado para a meia-final depois de fazer boa campanha, com resultados que chamaram atenção como, por exemplo, o triunfo sobre o francês Arthur Fils, que lhe rendeu um "pneu" num dos sets.

Apesar da derrota, João terá uma grande subida no ranking, deixando a atual posição 655. A boa participação no torneio caseiro deve render a João convites e a chance de disputar torneios de nível ainda mais alto no futuro. 

"Este foi o primeiro torneio tão grandioso que eu assisti. Sempre sonhei em jogá-lo e ganhar jogos, com tão pouca idade, contra jogadores tão grandes nesta quadra, é especial. Vou lembrar esta semana para o resto da minha vida", afirmou Fonseca, em conferência de imprensa, após a derrota. 

"Foi uma semana longa, com uma intensidade muito acima do que estou acostumado. Apesar do grande resultado, tem muita coisa para melhorar. Tive um pouco de cãibras e fiquei um pouco cansado também", revelou. 

Navone comemorou muito o resultado, precisando de superar a barulhenta torcida local, que tentou pressioná-lo em todos os momento. Após o jogo, o argentino admitiu que este é o melhor resultado da sua carreira.