Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Torneio de Wimbledon apoia Cruz Vermelha para ações em Gaza e Ucrânia

Wimbledon vai ter motivos solidários
Wimbledon vai ter motivos solidáriosProfimedia
O torneio de ténis de Wimbledon vai doar cerca de 177 mil euros à Cruz Vermelha britânica para que esta possa auxiliar nos conflitos em Gaza, na Palestina, e na Ucrânia.

Através da sua fundação, o Grand Slam britânico contribui desde 2020 com cerca de 118 mil euros para as missões da Cruz Vermelha do país, para que esta possa “fornecer ajuda rápida às pessoas afetadas por emergências no Reino Unido e em todo o mundo”, sendo que a verba da ajuda aumentou 50% para 2024 e 2025.

Paralelamente, o torneio, que decorre entre 01 e 14 de julho, vai distribuir 500 bilhetes para refugiados apoiados pela Cruz Vermelha, oferecendo outros 500 bilhetes para organizações locais que ajudam pessoas que já estão no Reino Unido.

Os beneficiados desta iniciativa vão receber alimentação, bebidas e transporte durante o dia que passarem em Wimbledon.

Em 2022, o torneio não permitiu a participação de tenistas russos e bielorrussos na sequência da invasão da Rússia à Ucrânia.

Em 2023, os profissionais de ambos os países passaram a poder competir, contudo sob bandeira neutra e sem que tenham tido qualquer manifestação a favor da guerra.

O espanhol Carlos Alcaraz e a checa Markéta Vondrousová foram os vencedores da edição de 2023.