Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Atiradora Inês Barros oitava na Taça do Mundo de Baku em tiro com armas de caça

Portuguesa subiu do 20.º lugar ao 8.º
Portuguesa subiu do 20.º lugar ao 8.ºFPTAC
A atiradora portuguesa Inês Barros terminou este domingo em oitavo lugar a final da competição de trap da Taça do Mundo com armas de caça de Baku, falhando a final de seis por detalhes.

Ao fazer séries de 23 e 24 tiros certeiros, em 25 possíveis, a atleta lusa subiu desde a 20.ª posição após as três séries de sábado, terminando, tal como uma rival porto-riquenha, com os mesmos 114 pontos da libanesa Ray Bassil, a derradeira a entrar na final destinada às seis melhores.

Campeã da Europa em 2023, Inês Barros foi a única atleta a conseguir a quota olímpica para Portugal, em trap, para os Jogos Olímpicos Paris 2024.

Ana Rita Rodrigues teve um dia menos bem conseguido, com 20+18, e concluiu em 41.ª, com 104 pontos na prova com 51 competidoras liderada pela australiana Penny Smith, com 116.

Na competição masculina, o olímpico João Paulo Azevedo caiu da quarta para a 31.ª posição, com 117 pontos, a três dos necessários para ir à final, depois de duas séries discretas, de 22 e 23 pontos, respetivamente.

Bruno Faria, com 24 e 23 pontos, teve os mesmos 117 de João Paulo Azevedo, ficando em 28.º, enquanto Armelim Rodrigues (23+25) corrigiu o mau desempenho de sábado, ascendendo a 34.º (23+25), com 116 pontos na prova de 93 atiradores comandada pelo checo Pavel Vanek, com 122.

Menções