Atletismo: Sara Benfares suspensa por cinco anos devido a doping

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Atletismo: Sara Benfares suspensa por cinco anos devido a doping

Cinco substâncias detectadas nas amostras de Sara Benfares
Cinco substâncias detectadas nas amostras de Sara BenfaresProfimedia
A Agência Nacional Antidopagem alemã (NADA) impôs uma sanção severa no processo de dopagem contra a atleta de atletismo Sara Benfares, e proibiu a jovem de 22 anos de participar no programa durante cinco anos. A NADA anunciou que "circunstâncias agravantes" levaram a que a pena normal fosse aumentada num ano, no caso de Benfares. A participante no Campeonato do Mundo de 2022 já tinha declarado o fim da sua carreira.

Segundo a NADA, foram detetadas "cinco substâncias não específicas diferentes" em três amostras da atleta, incluindo testosterona, clenbuterol, enobosarm (ostarina), EPO e metabolitos da substância SR9009.

"A sanção depende do grau de culpabilidade", refere um comunicado da NADA.

Irmã Sofia também acusou positivo

A determinação das circunstâncias agravantes e o aumento do período de inelegibilidade baseiam-se nos requisitos do Código Mundial Antidopagem (WADC) e são orientados para constelações de casos internacionais comparáveis.

Depois de Benfares, a sua irmã mais velha, Sofia, também acusou positivo. Como resultado, a NADA suspendeu provisoriamente as duas atletas e apresentou queixa criminal ao Ministério Público de Saarbrücken, com base na lei antidopagem.

"A investigação criminal do Ministério Público de Saarbrücken não é afetada pela decisão da NADA no processo de direito desportivo e continua pendente", anunciou a NADA.

Menções