Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Marcelo e Montenegro felicitam Neemias Queta pela conquista na NBA

Neemias Queta conquistou a NBA ao serviço dos Boston Celtics
Neemias Queta conquistou a NBA ao serviço dos Boston CelticsAFP
O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e o primeiro-ministro, Luís Montenegro, felicitaram esta terça-feira Neemias Queta pela conquista da Liga norte-americana de basquetebol (NBA) pelos Boston Celtics.

Numa mensagem publicada na página na Internet da Presidência, o chefe de Estado elogiou o poste português por não ter desistido dos seus sonhos.

"Os sonhos, no desporto como na vida, por mais difíceis que possam parecer, podem tornar-se realidade com trabalho, dedicação e empenho, e Neemias Queta é um grande exemplo de como um sonho que nasceu no Vale da Amoreira se tornou realidade no topo do desporto mundial. Parabéns Neemias por nunca teres desistido dos teus sonhos. Que o teu exemplo continue a inspirar os jovens portugueses!", pode ler-se, na mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa.

Luís Montenegro também realçou que Neemias Queta é o primeiro português campeão da NBA.

"Mais um resultado histórico para o desporto português. A garra lusitana está viva e a revelar-se a cada dia. Parabéns, Neemias e Boston Celtics", destacou o chefe do Governo, numa publicação na rede social X.

Neemias Queta sagrou-se, aos 24 anos, campeão da NBA pelos Boston Celtics na sua primeira época ao serviço da equipa de Massachusetts e à terceira temporada na competição, em que foi o primeiro basquetebolista luso a jogar, quando foi escolhido no draft pelos Sacramento Kings, em 2021.

O poste português Neemias Queta, só precisou de três temporadas, e uma nos Boston Celtics, para conquistar o mais desejado título do basquetebol ao nível de clubes, o campeonato norte-americano, a NBA.

O 'gigante' luso de 2,13 metros tem já o prémio coletivo mais cobiçado, mas a sua terceira época na prova, depois de duas em Sacramento, não foi, de todo, a de afirmação, apesar de ter batido quase todos os seus recordes individuais.

Numa equipa recheada de grandes jogadores, ou não fosse a campeã de 2023/24, Neemias Queta teve pouco 'espaço' para se mostrar e raramente entrou na rotação de Joe Mazzulla, sendo que a sua utilização nos play-offs foi praticamente nula.