A onda na primeira, o navio na segunda: Sporting goleia Gil Vicente (4-0)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A onda na primeira, o navio na segunda: Sporting goleia Gil Vicente (4-0)

Atualizado
A festa dos jogadores do Sporting em Barcelos
A festa dos jogadores do Sporting em BarcelosOpta by Stats Perform/AFP
O Sporting venceu esta sexta-feira o Gil Vicente, por 4-0, no jogo que abriu a 29.ª jornada do campeonato. Francisco Trincão fez um bis, com um golo de Diomande pelo meio, e um auto-golo de Andrew, todos eles marcados na primeira parte. Com este resultado os leões ganham, provisoriamente, sete pontos de vantagem na liderança do campeonato.

Recorde as incidências da partida

Sem poder contar com Tidjany Touré, Carlos Cunha, treinador interino do Gil Vicente, apenas para este jogo, antes da entrada de Tozé Marreco, oriundo do Tondela, apresentou novidades no onze, sobretudo nas laterais, com as apostas em Zé Carlos e Kiko.

Do lado do Sporting, perante as ausências de Nuno Santos e Hjulmand, castigados, e baixa de última hora de Matheus Reis, Rúben Amorim manteve Geny Catamo na ala direita, com Ricardo Esgaio adaptado à esquerda, fazendo regressar Daniel Bragança ao meio-campo. Por opção, mudanças também na defesa, com Eduardo Quaresma e Diomande nos lugares de St. Juste e Coates. No total, quatro alterações em relação ao onze que venceu o dérbi com o Benfica, por 2-1.

Notas finais dos jogadores
Notas finais dos jogadoresFlashscore

Empurrados pela onda

O Gil Vicente até entrou bem na partida, conquistando dois cantos, mas da primeira vez que o Sporting chegou à baliza de Andrew foi... letal: aos 7 minutos Morita disparou ao poste e, na insistência, sem que a defensiva do Gil tenha conseguido limpar o perigo, com duas perdas de bola, a última de Martim Neto, Francisco Trincão entrou na área e disparou para o 1-0. Primeira explosão de alegria das bancadas do Cidade de Barcelos, repletas de adeptos do Sporting, com direito a coreografia na entrada das equipas, mesmo perante o estatuto de visitante.

Três minutos mais tarde, novas facilidades defensivas do Gil Vicente e Pedro Gonçalves, com espaço na direita, a cruzar para Diomande, nas alturas, cabecear para o 2-0, e com Andrew a não ficar perfeito na fotografia.

Com apenas 11 minutos, o Sporting ganhava vantagem confortável em Barcelos e alcançava os 80 golos na Liga, o que já não acontecia desde 1973/1974.

O Gil Vicente tentou reagir, aos 18 minutos, com um livre, mas foi o Sporting, novamente por Francisco Trincão, a ameaçar o 3-0, com a bola disparada pelo extremo, aos 19 minutos, a passar a rasar a barra. Aos 26' foi Pedro Gonçalves a rematar para defesa incompleta de Andrew e, na insistência, Trincão a rematar para conquistar mais um pontapé de canto.

De bis em bis

Aos 29 minutos foi Morita a isolar Francisco Trincão, que não conseguiu o remate. Porém, dois minutos depois, em nova perda de bola do meio-campo do Gil Vicente, Daniel Bragança serviu de bandeja Francisco Trincão para o extremo bisar na partida.

E se Trincão bisou em golos, Pedro Gonçalves, aos 38 minutos, com cruzamento da esquerda, bisou em assistências, com Gyokeres a cabecear, a bola a bater na barra, nas costas de Andrew e a entrar mesmo na baliza, para o 4-0.

Momento de infelicidade do guarda-redes brasileiro, num dia em que perdeu a mãe, no Brasil, mas colocou-se à disposição da equipa técnica para ir a jogo.

Estatística ao intervalo
Estatística ao intervaloOpta by Stats Perform

Três de um lado, alas do outro

Para a segunda parte Carlos Cunha, treinador do Gil Vicente, fez três substituições de uma assentada, com as saídas de Martim Neto, Pedro Tiba e Murilo, para as entradas de Fujimoto, Félix Correia e Alipour.

Do lado do Sporting, mesmo sem substituições, Rúben Amorim trocou os alas, com Ricardo Esgaio na direita e Geny Catamo à esquerda.

Aos 53 minutos viu-se a primeira tentativa de reação do Gil Vicente, com um cruzamento de Félix Correia, da direita, e Depú a chegar atrasado para o desvio, na ala contrária. Respondeu o Sporting, no minuto seguinte, com Ricardo Esgaio a lançar Gyokeres, que rematou cruzado mas ao lado.

Aos 55' foi Geny Catamo a cruzar da esquerda e Trincão a chegar atrasado para o desvio, ao segundo poste.

Lugar à rotação

Aos 62 minutos começaram as mudanças no Sporting, com Rúben Amorim a lançar Coates e Marcus Edwards nos lugares de Gonçalo Inácio e Pedro Gonçalves. Respondeu Carlos Cunha, lançando Leonardo Buta no lugar do já amarelado Kiko.

Aos 64', no segundo pontapé de canto seguido de que dispôs, o Gil Vicente colocou à prova Franco Israel, após um bom cabeceamento de Depú, com o guardião uruguaio a ir ao relvado.

Aos 67 minutos, já depois de Marcus Edwards, em boa posição, ter tentado dominar em vez de rematar de primeira, foi Gyokeres, descaído para a direita, a encher o pé mas às malhas laterais.

Aos 70' mais duas substituições de Rúben Amorim, com Fresneda e Paulinho a resfrescarem a ala esquerda, nos lugares de Geny Catamo e Francisco Trincão. Voltou a responder Carlos Cunha, lançando mais um ponta de lança, Miro, no lugar de Maxime Domínguez. Aos 78' foi Koba Koindredi a esgotar as substituições no leão, ocupando o lugar de Daniel Bragança no meio-campo.

Aos 83 minutos nova iniciativa de Félix Correia, com um passe longo para Alipour que, já de ângulo apertado, rematou ao lado da baliza do Sporting. Respondeu na mesma moeda o leão, com Marcus Edwards a picar para a área onde Coates ainda tentou chegar para o desvio.

A cinco minutos do final, depois de um duelo com Gyokeres, Rúben Fernandes caiu, agarrado à perna direita, com o Gil Vicente já sem substituições por realizar. Foi assistido, colocou uma coxa elástica e regressou ao campo.

No primeiro dos dois minutos de compensação, foi Depú a ficar pertíssimo do golo de honra, mas o desvio saiu demasiado ligeiro, insuficiente para bater Franco Israel.

Estatística final da partida
Estatística final da partidaOpta by Stats Perform

Com este resultado, a abrir a 29.ª jornada, o Sporting eleva para sete a vantagem sobre o Benfica, à condição, antes das águias medirem forças com o Moreirense e a anteceder o acerto de calendário dos leões, novamente no Minho, na terça-feira, diante do Famalicão.

Homem do jogo Flashscore: Francisco Trincão (Sporting)

O mapa de calor de Trincão
O mapa de calor de TrincãoOpta by Stats Perform/AFP