Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Judo: Catarina Costa quinta no Grand Slam de Dushanbe, Telma Monteiro eliminada

Catarina Costa terminou na quinta posição
Catarina Costa terminou na quinta posiçãoIJF
A judoca portuguesa Catarina Costa foi quinta classificada em -48 kg no Grand Slam de Dushanbe, no Tajiquistão, ao ser desclassificada no seu quarto e último combate, diante da sérvia Milica Nikolic.

Num combate que foi um reencontro entre Catarina Costa e Nikolic, depois de terem lutado na última semana pelo bronze nos Europeus de Zagreb, então com vitória da portuguesa, a judoca da Académica de Coimbra cedeu desta vez diante da primeira favorita.

Nikolic, quinta do ranking mundial, tentou projetar Catarina Costa (oitava do mundo e segunda pré-designada) quando estavam decorridos 1.40 minutos de combate, mas o juiz entendeu, após recurso ao videoárbitro, que a portuguesa cometeu infração grave.

No movimento, para evitar a desvantagem e na rotação, a arbitragem considerou que a portuguesa apoiou a cabeça no tatami, razão pela qual sofreu hansoku-make (desclassificação), face a uma ação que coloca em risco a própria integridade física.

Antes, a judoca da Académica, que está em zona virtual de apuramento para os Jogos Olímpicos, tinha derrotado a azeri Leyla Aliyeva e, já na repescagem, a espanhola Eva Perez Soler, depois de ter perdido nos quartos de final com a eslovena Marusa Stangar.

Rodrigo Lopes (33.º), que procura entrar na zona de apuramento para Paris2024, terminou em sétimo em -60 kg, ao vencer um combate, com o chinês Lingyun Wei, perdendo depois nos quartos de final e na repescagem diante de judocas da casa, do Tajiquistão, Muhammadsoleh Quvatov (50.º) e Haqdad Gulov (143.º).

Neste primeiro dia de Grand Slam, dedicado às categorias mais leves, também Maria Siderot (-52 kg) e Telma Monteiro (-57 kg) estiveram em ação, com as duas judocas a saírem com uma vitória e uma derrota.

Telma Monteiro ocupa a quarta vaga entre 12 femininas da quota da Europa, uma vez que o número de pontos que soma são ainda insuficientes para estar em lugar de apuramento direto em -57 kg, quando está a 179 pontos da última posição elegível.

A judoca, que regressou na última semana à competição, após uma lesão grave no joelho esquerdo em novembro e que a obrigou a uma paragem de mais de cinco meses, pretende chegar aos sextos Jogos Olímpicos da sua carreira, o que seria um recorde no desporto feminino português.

Depois de ter sido sétima nos Europeus da última semana, desistindo por questões físicas e precaução já no último combate, Telma Monteiro venceu hoje a cazaque Bakyt Kussakbayeva, no prolongamento, e perdeu com a italiana Verónica Toniolo, também no golden score e após três castigos.

A seleção portuguesa ainda terá em competição em Dushanbe mais três judocas, Bárbara Timo e Taís Pina (-70 kg) no sábado, e Patrícia Sampaio (-78 kg) no domingo.