Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Hamilton depois de falhar o pódio no Canadá: "Uma das minhas piores corridas"

Lewis Hamilton terminou o Grande Prémio do Canadá no 4.º lugar
Lewis Hamilton terminou o Grande Prémio do Canadá no 4.º lugarProfimedia
O sete vezes campeão do mundo Lewis Hamilton disse ter feito "uma das piores corridas" da sua longa carreira este domingo, quando terminou em quarto lugar, atrás do companheiro de equipa da Mercedes, George Russell, no Grande Prémio do Canadá.

Hamilton disse que acreditava que o seu carro era capaz de vencer, mas que tinha cometido muitos erros na sua 341.ª corrida, na qual Russell o ultrapassou nas últimas voltas para lhe arrebatar o seu primeiro pódio este ano, numa das suas pistas favoritas.

"Durante o fim de semana, o meu desempenho foi fraco", afirmou.

"Ontem houve outras coisas que contribuíram para isso, principalmente eu próprio, mas hoje foi uma das piores corridas que fiz. Muitos erros. Claro que, se me tivesse qualificado melhor, teria ficado numa posição melhor... Mas está a tornar-se um carro com o qual podemos lutar e isso é muito positivo, para a próxima parte da época. Vai ser uma batalha renhida e se eu tiver a cabeça no lugar, vou conseguir melhores resultados. Penso que este fim de semana o carro era capaz de ganhar. É uma sensação muito boa, por isso vamos conquistar os pontos e continuar a tentar", acrescentou o piloto britânico.

Hamilton detém o recorde conjunto de sete vitórias e seis poles no Circuito Gilles Villeneuve, onde conquistou a sua primeira vitória, com a McLaren, em 2007.

Russell, que partiu da segunda pole position da sua carreira e a primeira da equipa desde a pole de Hamilton na Hungria no ano passado, também lamentou o resultado. 

"Sinto que foi uma oportunidade perdida. Estávamos muito rápidos no início com os pneus intermédios e depois o Lando passou a ser muito rápido, mas depois voltámos aos pneus slicks e cometemos alguns erros, forçando os limites e pagámos o preço. Mesmo assim, foi o nosso primeiro pódio do ano, tínhamos um carro muito rápido e estar de volta à luta pela vitória, é disso que se trata na F1", afirmou.

Questionado sobre as duas ultrapassagens ousadas que fez a Oscar Piastri e Hamilton, da McLaren, Russell acrescentou: "Foi muito apertado com o Oscar e o Lewis no final. Foi uma corrida difícil, mas justa. É muito difícil quando só há uma linha seca, por isso tens de te empenhar e confiar nos teus rivais."

O chefe de equipa, Toto Wolff disse que, apesar de ter perdido a primeira vitória desde o Grande Prémio de São Paulo, em 2022, estava satisfeito com o progresso recente da equipa.

"Uma vitória era talvez uma hipótese remota, ou um sonho curto, mas não se deve ser demasiado ganancioso. O carro deu um bom passo em frente e a direção de desenvolvimento é verdadeira", afirmou.

Acrescentou que não tinha a certeza se a Red Bull tinha "dado um passo atrás", mas que "o mais importante" é que a sua vantagem de desempenho estava a diminuir.