Paris 2024: Pichardo realça que "é bom estar de volta" após garantir mínimos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Paris 2024: Pichardo realça que "é bom estar de volta" após garantir mínimos

Pichardo voltou a competir, 11 meses depois
Pichardo voltou a competir, 11 meses depoisProfimedia
O atleta português Pedro Pichardo, que ganhou este sábado o triplo salto do meeting de Xiamen, na China, da Liga Diamante, apurando-se para os Jogos Olímpicos Paris 2024, destacou a sua satisfação com o feito após longa ausência da competição.

"É bom estar de volta. Depois de alguns meses (11) afastado das competições e com a aposentadoria à porta, estou de volta", assinalou o campeão olímpico em título na sua conta da rede social Instagram.

Pichardo começou o concurso de triplo salto em Xiamen com um salto de 17,38 metros, garantindo desde logo os mínimos para os Jogos Olímpicos Paris 2024, e, no último, ainda melhorou, conseguindo 17,51.

"Obrigado sempre à minha família pelo apoio. A minha mãe, a minha esposa, as minhas filhas, a minha sobrinha, meus amigos, amo-vos muito", assinalou, deixando ainda agradecimentos à sua equipa, que "sempre acreditou" e lhe deu "forças" para ficar no desporto.

Em litígio com o Benfica e com problemas físicos, o campeão olímpico do triplo salto não competia desde 05 de maio de 2023.

Pedro Pichardo agradeceu ainda aos patrocinadores, à Federação Portuguesa de Atletismo, ao Comité Olímpico de Portugal e ao Município de Setúbal.

Pichardo conseguiu juntar-se à missão lusa para Paris 2024, que conta agora com 41 atletas.

O atleta do Benfica, de 30 anos, nascido em Santiago de Cuba, vai poder defender na capital francesa o título conquistado há três anos, na edição Tóquio 2020, quando pulou 17,98, marca que ainda é recorde de Portugal.

Em representação da seleção lusa, Pichardo foi ainda campeão do Mundo e da Europa, em 2022, duas vezes campeão da Europa em pista coberta, em 2021 e 2023, e vice-campeão mundial em pista coberta, em 2022.

Pedro Pablo Pichardo, que representou Cuba até 2015, tem como recorde pessoal no triplo 18,08 metros, conseguidos em 28 de maio de 2015, em Havana.