Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Paulo Pinheiro: “Os portimonenses estão hoje de luto”, diz a Câmara Municipal

Paulo Pinheiro faleceu esta quarta-feira, aos 52 anos
Paulo Pinheiro faleceu esta quarta-feira, aos 52 anosCM Portimão
A Câmara Municipal de Portimão lamentou a morte do “homem invulgar” Paulo Pinheiro, fundador e administrador do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), considerando que os “portimonenses estão hoje de luto”.

O fundador e atual presidente do Conselho de Administração do AIA, Paulo Pinheiro, morreu hoje, aos 52 anos, vítima de doença, informou a assessoria do circuito algarvio.

Foi com profunda tristeza que a Câmara Municipal de Portimão tomou conhecimento do falecimento de Paulo Pinheiro, presidente do Conselho de Administração do AIA, um ‘filho’ de Portimão, um homem invulgar que ousou sonhar e concretizar os seus sonhos, permitindo que a nossa cidade, a região e o país se projetasse internacionalmente como um destino de referência do desporto motorizado”, lê-se na mensagem divulgada nas redes sociais do Município algarvio.

Engenheiro mecânico de formação e ex-piloto, Paulo Pinheiro idealizou e empreendeu a construção do AIA, em Portimão, em 2008, sendo um dos responsáveis pelo regresso da Fórmula 1 e do MotoGP a Portugal.

O circuito algarvio passou a fazer parte do calendário do Campeonato do Mundo de MotoGP desde 2020, contando, desde então com cinco corridas, tendo sido também o palco do regresso da Fórmula 1, em 2020 e 2021.

Os portimonenses estão hoje de luto e irão guardar com orgulho e enorme admiração a memória de um Homem determinado, um entusiasta, que de olhos postos no futuro e de “mangas arregaçadas” sempre fez acontecer e ajudar a fazer história. A Câmara Municipal de Portimão manifesta publicamente o seu voto de pesar, transmitindo a toda a família e amigos, o seu mais sentido pesar”, concluiu a autarquia.