Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Síntese US Open: Djokovic e Swiatek cumprem, Tsitsipas surpreendido

Djoko ganhou em três sets sucessivos e quer continuar a preservar energia
Djoko ganhou em três sets sucessivos e quer continuar a preservar energiaAFP
O tenista sérvio Novak Djokovic e a polaca Iga Swiatek somaram esta quarta-feira mais uma vitória rumo à terceira ronda do Open dos Estados Unidos, em Nova Iorque, enquanto o grego Stefanos Tsitsipas foi eliminado pelo suíço Dominic Stricker.

Num dia em que o português Francisco Cabral e o parceiro brasileiro Rafael Matos se estrearam com um triunfo frente aos belgas Sander Gille e Joran Vliegen, 11.º cabeças de série, por 3-6, 7-6 (7-4) e 6-4, Djokovic não encontrou grandes dificuldades para superar o espanhol Bernabe Zapata Miralles em três sucessivos sets, com os parciais de 6-4, 6-1 e 6-1.

Depois de assegurar o regresso à liderança do ranking ATP com a vitória na primeira ronda, o tenista de Belgrado salvou esta quarta-feira todos os seis break points que enfrentou e precisou de apenas duas horas e dois minutos para seguir em frente.

Aos 36 anos, após 20 anos a vir a Nova Iorque, continuo com vontade de jogar o meu melhor ténis neste court. Tenho a experiência e percebo o que é necessário fazer nos momentos importantes. Preservar energia e focar no presente”, comentou o tricampeão do Open dos Estados Unidos (2011, 2015 e 2018).

Na terceira ronda, Novak Djokovic, que esta temporada venceu o Open da Austrália e Roland Garros para atingir os 23 títulos do Grand Slam, vai defrontar o compatriota Laslo Djere (38.º ATP), que derrotou o francês Hugo Gaston (99.º ATP), pelos parciais de 6-1, 6-2 e 6-3.

Já o grego Stefanos Tsitsipas, número sete do mundo, foi eliminado pelo jovem suíço Dominic Stricker, de 21 anos, que na sua estreia em Nova Iorque passou com distinção pela fase de qualificação e hoje apurou-se para a terceira ronda após cinco renhidos sets, decididos por 7-5, 6-7 (2-7), 6-7 (5-7), 7-6 (8-6) e 6-3.

Enquanto o helénico continua sem conseguir chegar mais longe em Flushing Meadows, onde nunca passou da terceira eliminatória, Stricker (128.º ATP) já fez o seu melhor resultado em torneios do Grand Slam, tendo agora encontro agendado com o francês Benjamin Bonzi, que se impôs ao norte-americano Christopher Eubanks, 28.º cabeça de série, por 7-6 (8-6), 2-6, 6-2 e 7-6 (9-7).

Na competição feminina, a número um mundial e campeã em título, Iga Swiatek, fez mais uma exibição sólida e, com os parciais de 6-3 e 6-4, afastou a australiana Daria Saville na segunda ronda do último major da temporada.

Garantida a manutenção em prova, a jovem polaca, de 22 anos, vai defrontar agora a amiga e qualifier eslovena Kaja Juvan, que derrotou a norte-americana Lauren Davis ao fim de duas horas e 36 minutos, pelos parciais de 6-7 (3-7), 6-4 e 6-3.

Ao contrário de Davis, a também anfitriã Coco Gauff, sexta na hierarquia WTA, levou a melhor diante da promissora russa Mirra Andreeva (63.ª WTA), de apenas 16 anos, por 6-3 e 6-2, tendo agora como próxima adversária a belga Elise Mertens, responsável pela eliminação da norte-americana Danielle Collins em três sets, pelos parciais de 3-6, 7-6 (9-7) e 6-1.

A checa Karolina Muchova, 10.ª colocada no ranking mundial, e a suíça Belinda Bencic (13.ª WTA) também estão apuradas para a terceira ronda do Open dos Estados Unidos, graças às vitórias sobre a polaca Magdalena Frech, por duplo 6-3, e a britânica Yuriko Miyazaki, por 6-3 e 6-3, respetivamente.