Maratona: Tigst Assefa quer bater o recorde feminino de Londres

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Maratona: Tigst Assefa quer bater o recorde feminino de Londres

Tigst Assefa, recordista mundial da maratona da Etiópia
Tigst Assefa, recordista mundial da maratona da EtiópiaAFP
A recordista mundial Tigst Assefa tem como objetivo bater a marca do percurso exclusivo para mulheres na Maratona de Londres, quando fizer a sua estreia na corrida no domingo.

A etíope de 27 anos bateu o recorde mundial ao completar a Maratona de Berlim em duas horas, 11 minutos e 53 segundos, em setembro, ao lado de homens. Está agora pronta para a sua primeira Maratona de Londres e tem como objetivo o recorde feminino de 2:17:01 estabelecido pela queniana Mary Keitany em 2017.

A estrela britânica reformada Paula Radcliffe fez um tempo de 2:15:25 numa maratona mista em Londres em 2003, usando lebres masculinos.

"Estou muito feliz por estar em Londres pela primeira vez", disse Assefa durante uma conferência de imprensa antes da corrida, na quinta-feira: "Treinei muito bem para Berlim e treinei bem para esta maratona. Deus vai mostrar como sou bom no domingo. Preparei-me muito bem para esta corrida e tenho a certeza de que posso bater o recorde do percurso aqui. Tenho a certeza de que todos os meus concorrentes também o sentirão. Independentemente de ser em Londres ou em Berlim, isso não vai mudar em nada a minha estratégia. Estou aqui para ganhar."

Também presente na conferência de imprensa estava Brigid Kosgei, a anterior detentora do recorde mundial. A queniana é bicampeã em Londres, mas não conseguiu terminar a corrida do ano passado devido a uma lesão.

"Estou feliz por estar aqui novamente este ano", disse Kosgei: "No ano passado, quando aqui cheguei, não me estava a sentir bem. Tenho-me preparado bem no Quénia e estou pronto".

A campeã olímpica Peres Jepchirchir, terceiro em 2023, disse que o recorde do percurso pode ser estabelecido este fim de semana, dada a qualidade do terreno.

"No domingo sei que o pelotão é forte e sei que não é fácil", disse: "Estamos a correr com senhoras fortes. Para mim, quando vejo que o pelotão é forte, vejo o recorde (do percurso) no domingo."