Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Max Verstappen após vitória no Canadá: "Foi uma corrida muito louca"

Max Verstappen venceu o Grande Prémio do Canadá
Max Verstappen venceu o Grande Prémio do CanadáProfimedia
Max Verstappen, da Red Bull, venceu o Grande Prémio do Canadá, terminando à frente de Lando Norris, da McLaren.

George Russell, da Mercedes, ficou em terceiro em Montreal.

"Foi uma corrida muito louca, com muita coisa a acontecer e tivemos de estar atentos às nossas chamadas. Como equipa, estivemos muito bem hoje, mantivemo-nos calmos - e fizemos a paragem no momento certo, o safety car funcionou bem para nós, mas mesmo depois disso estávamos a gerir muito bem os intervalos. Adorei, foi muito divertido, é deste tipo de corridas que precisamos de vez em quando", afirmou Verstappen.

"Foi selvagem, foi um caos, foi agitado para ser honesto, senti que fiz uma boa corrida, o tempo todo, do início ao fim. Os dois primeiros tempos foram fortes, tive um ritmo fantástico, mas depois o safety car fez-me ultrapassar, tal como me ajudou em Miami. Agora, voltou a ajudar-me. Honestamente, penso que foi uma corrida perfeita da minha parte, apenas um pouco azarada, mas no geral foi muito divertida. Estas condições foram muito stressantes dentro do carro, mas ao mesmo tempo muito agradáveis", disse Norris.

"Isso é corrida"

Russell resistiu a Verstappen antes de o campeão abrir na curva 2 e ficar ao alcance de Norris, que passou o homem da McLaren na volta 20, usando o DRS para passar.

Atrás dos quatro primeiros, Alonso, em quinto, resistiu a Hamilton antes de Sargeant bater com o seu Williams, provocando uma intervenção do safety car. Norris ficou de fora, mas Verstappen, Russell e Piastri fizeram a intersecção, assim como Alonso e Hamilton.

Enquanto os comissários de pista esforçavam-se para remover o carro de Sargeant, Norris saiu da liderança e voltou a juntar-se em terceiro, atrás de Verstappen e Russell, um duro revés para o homem da McLaren.

"O safety car ajudou-me em Miami, mas agora atrasou-me. Acontece, é assim a corrida", disse Norris, que teve sorte no caminho para a sua primeira vitória em maio, após a corrida.

A corrida recomeçou na 30.ª volta com Leclerc a apostar nos pneus duros, mas com a chegada da chuva voltou a cair para 19.º. Alonso abandonou e Hamilton subiu para quinto, logo atrás de Piastri.

Quando a pista secou, Leclerc voltou a fazer uma paragem antes de se retirar.

Enquanto os outros líderes faziam as suas paragens, Norris manteve-se na pista para aumentar a sua vantagem e construir um "over-cut" antes de fazer a paragem na volta 47.

Usou pneus médios, mas quando voltou a entrar, Verstappen passou por ele.

"A condução é má, como uma suspensão bloqueada", resmungou o neerlandês a 20 voltas do fim, em piso seco.

"Eu não consigo tocar em nenhum meio-fio, quase me derruba", acrescentou.

Outro acidente na volta 54 provocou um segundo safety car, com Albon e Carlos Sainz a chocarem depois de Perez ter batido nas barreiras e partido a asa traseira.

A Mercedes fez imediatamente a paragem dos dois carros, Russell para os médios e Hamilton para os duros. Eles estavam em quarto e quinto, atrás de Verstappen e dos dois McLaren quando a corrida recomeçou e o drama final se desenrolou.