Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copa América: Colômbia heroica elimina Uruguai após 45 minutos com 10

A Colômbia fez a festa
A Colômbia fez a festaOpta by Stats Perform, AFP
Uma Colômbia heroica, reduzida a 10 desde o fim da primeira parte, conquistou na quarta-feira um lugar na final da Copa América em futebol, 23 anos depois, ao bater o Uruguai por 1-0, em Charlotte, nos Estados Unidos.

Uruguai 0-1 Colômbia

As notas dos jogadores
As notas dos jogadoresFlashscore

A formação celeste, parca de ideias, não teve arte em toda a segunda parte para ultrapassar a defesa cafetera, depois de uma primeira em que o ex-benfiquista Darwin Núñez falhou duas enormes oportunidades (17 e 28 minutos). Mais duas.

Face ao castigo de Nández, à lesão de Ronald Araújo e aos problemas físicos de Viña, Marcelo Bielsa lançou Cáceres, Giménez e Bentancur e trocou o 4-3-3 dos outros jogos pelo 3-4-3, com três centrais, enquanto Néstor Lorenzo manteve o 4-2-3-1, com o regressado Lerma, após castigo, em vez de Uribe.

A Colômbia começou melhor e fez as primeiras ameaças, por Arias (seis minutos), Luis Díaz (11), Muñoz (15), com um cabeceamento pouco ao lado, e Lerma (16).

O conjunto celeste apareceu ofensivamente apenas aos 17 minutos e teve logo uma oportunidade flagrante, perdida por Darwin, após assistência de Valverde, com o ex-benfiquista a voltar a ensaiar aos 22 e a falhar nova ocasião clara aos 28.

A Colômbia respondeu aos 33 minutos, com um cabeceamento de Córdoba, após centro de James, que, aos 39, marcou um canto na direita para o segundo poste, onde, mais alto do que Giménez e perante a hesitação de Rochet, Lerma marcou de cabeça.

Na parte final da primeira parte, aos 44 minutos, Ríos rematou para defesa do guarda-redes uruguaio, e, nos descontos, aos 45+1, Muñoz agrediu Uguarte, viu o segundo amarelo e deixou a Colômbia com 10, não impedindo novo ensaio de Luis Díaz, aos 45+4.

Com mais um, Bielsa trocou Mathías Oliveira e Pellistri por De Arrascaeta e Cristian Olivera, enquanto, com menos um, Lorenzo retirou o avançado Jhon Arias e apostou no defesa Santiago Arias.

A perder e em vantagem numérica, o Uruguai assumiu, por completo, o domínio do encontro, mas, numa das raras aparições ofensivas, foi a Colômbia que assustou, num cabeceamento de Córdoba, após mais um canto milimétrico de James.

O conjunto celeste foi fazendo entrar avançados, entre os quais Luis Suárez, que, aos 71 minutos, atirou ao poste esquerdo, na área, depois de um passe na área de Valverde, que, aos 75, atirou de fora da área, mas falhou o alvo.

Na parte final, o Uruguai apostou tudo, mas mal, e só não sofreu o segundo encontro porque a Colômbia falhou escandalosamente duas oportunidades, por Uribe, aos 88 e 90+4 minutos, e Lerma, sem guarda-redes na baliza, também não acertou de longe, aos 90+8.

A Colômbia vai, assim, em busca do segundo título, depois da vitória de 2021, defronta no domingo a Argentina, detentora do troféu, do título mundial e vencedora de 15 edições da prova. O Uruguai jogará no sábado pelo bronze, com o estreante Canadá.

Os números da partida
Os números da partidaOpta by Stats Perform