Jack Grealish concretiza sonho de infância ao conquistar a Taça de Inglaterra

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Jack Grealish concretiza sonho de infância ao conquistar a Taça de Inglaterra
Jack Grealish beija a Taça de Inglaterra após a vitória do Manchester City
Jack Grealish beija a Taça de Inglaterra após a vitória do Manchester City
Reuters
Nascido e criado em Inglaterra, Jack Grealish sempre sonhou em ganhar a Taça de Inglaterra. O jogador natural de Birmingham e a sua equipa concretizaram esse sonho com uma vitória por 2-1 sobre o rival Manchester United.

"São coisas com que se sonha quando se é criança", disse o sorridente extremo à BBC, descrevendo o momento como "inacreditável". "Acho que os estrangeiros não sabem tanto como nós, ingleses, o que significa jogar uma final. Perdi uma quando estava no Aston Villa e estava desesperado por ganhar".

Ilkay Gundogan marcou os dois golos do City, fazendo história com um belo remate de longa distância 12 segundos após o pontapé de saída. O arranque rápido do City não surpreendeu o médio alemão.

"Sabemos como queremos dar o pontapé de saída e é esse o nosso objetivo, fazer um passe longo para Erling (Haaland) e depois receber a segunda bola e tentar atacar rapidamente", disse. "A bola foi colocada de forma espantosa para mim e eu só tinha de a acertar. Obviamente foi um bom remate, entrou e foi fantástico".

Jack Grealish festeja com os seus colegas de equipa em Wembley
Reuters

O City, que conquistou o terceiro título consecutivo da Premier League há duas semanas e pode adicionar seu primeiro título da Liga dos Campeões com uma vitória sobre o Inter de Milão em Istambul no próximo sábado, foi perigoso porque tinha uma mistura de tudo, disse Grealish.

"Obviamente todos estão confiantes, mas temos os mais velhos com mais experiência, temos os mais novos e acreditamos muito em nós e temos muita confiança. Acho que isso ficou demonstrado hoje", afirmou. "Tenho certeza de que teremos uma boa noite hoje e depois voltaremos ao trabalho amanhã e segunda-feira para um grande jogo na próxima semana".

Bruno Fernandes marcou o único golo do United com uma grande penalidade após uma polémica decisão por mão na bola de Grealish.

"Não sei mesmo como é que foi penálti. Nem sequer estou a olhar para a bola", disse Grealish. "Posso entender se estiver a tentar bloquear um cruzamento e estiver a olhar para ela, mas de qualquer forma o Gundogan salvou-me".