Treinador do Rio Ave antevê jogo de “sacrifício e luta” frente ao Portimonense

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Treinador do Rio Ave antevê jogo de “sacrifício e luta” frente ao Portimonense
O Rio Ave quer voltar aos triunfos
O Rio Ave quer voltar aos triunfos
LUSA
O treinador do Rio Ave, Luís Freire, perspetivou esta sexta-feira um jogo de “sacrifício e luta” na deslocação deste sábado ao reduto do Portimonense, da 27.ª jornada da Liga portuguesa de futebol.

“É um adversário que precisa de pontos e vai tentar tirar o melhor partido do jogo. Certamente que nos estudaram bem e vão tentar condicionar-nos ao máximo. Sabemos que temos de estar preparados para duelos, num jogo que, se calhar, vai ser menos bonito e mais de sacrifício e luta”, analisou o treinador.

A formação nortenha vem de uma derrota (1-0), em casa, com o Benfica, mas tendo feito uma boa exibição, algo que o treinador espera que possa repetir neste duelo no Algarve.

“Queremos ser o Rio Ave que fomos contra o Benfica e que temos sido ultimamente. A nossa responsabilidade é termos esta personalidade em todos os jogos, não podemos abdicar dessa imagem até ao final do campeonato”, vincou Luís Freire.

O técnico do conjunto da foz do Ave considerou que a sua equipa “tem evoluído nesta segunda volta do campeonato”, denotando uma “maior capacidade de ter bola, de chegar à baliza adversária, e ser mais pressionante”.

Assim, e com a permanência praticamente assegurada, graças aos 33 pontos somados, Luís Freire tem outro objetivo mínimo em mente para o que resta da temporada.

“Queremos somar mais dez pontos para fazermos uma segunda volta melhor do que a primeira. Sabemos que, ganhando este jogo, ficamos com 36 pontos e que esta deixa de ser uma época tranquila e passa a ser uma época consolidada em termos do objetivo principal da manutenção”, vincou.

O treinador garantiu, ainda, que o grupo continua “com motivação e empenho” para melhorar a sua prestação.

“Sabemos todos que quanto mais acima (na tabela) estivermos, mais valorizado será o nosso trabalho, os jogadores e o clube em si”, completou.

Para esta partida, o treinador apena não pode contar com o médio Joca, que recupera de lesão.

O Rio Ave, 10.º classificado com 33 pontos, defronta esta sábado o Portimonense, 14.º com 26, numa partida agendada para as 18:00, que terá arbitragem de Carlos Macedo, da associação de Braga.