Cristiano Ronaldo pode voltar à Europa pela porta do Bayern Munique

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Cristiano Ronaldo pode voltar à Europa pela porta do Bayern Munique
Cristiano Ronaldo poderá deixar o Al-Nassr este Verão
Cristiano Ronaldo poderá deixar o Al-Nassr este Verão
Profimedia
A cumprir a temporada de estreia no Al-Nassr, da Arábia Saudita, Cristiano Ronaldo pode mesmo voltar ao futebol europeu já no verão e logo pelas portas do gigante Bayern Munique. O interesse não é novo mas ganhou, agora, novo fôlego, com a entrada do bilionário Marcus Schon como acionista dos alemães e uma mensagem para Oliver Kahn que o Flashscore lhe revela mais abaixo.

O astro português decidiu jogar na liga saudita, depois de ter estado no Manchester United. Após a entrevista com o jornalista Piers Morgan, na qual falou sobre a situação do clube em Old Trafford e dos proprietários do clube, o United decidiu romper o vínculo com o internacional português de 38 anos.

Imediatamente após o Campeonato do Mundo no Catar, Cristiano Ronaldo assinou um contrato de duas épocas com o Al-Nassr, com um salário anual de 200 milhões de euros. Na liga saudita, o português luta pelo título, estando a equipa atualmente no segundo lugar, a apenas três pontos do líder Al-Ittihad, orientado pelo português Nuno Espírito Santo.

A hipótese Bayern Munique 

Antes de aceitar jogar pelo Al-Nassr, Cristiano Ronaldo manteve conversações com dirigentes do Bayern de Munique. Na altura, o clube da Bundesliga não tinha dinheiro para pagar o elevado salário que o avançado português exigia.

Atualmente, a situação é diferente. Marcus Schon, bilionário alemão, juntou-se ao campeão alemão como acionista. Segundo o Abendzeitung, Schon terá enviado um e-mail a Oliver Kahn, diretor executivo do clube, informando-o de que estava disposto a pagar uma quantia considerável pela transferência de Cristiano Ronaldo ou mesmo pelo seu salário, caso o português chegasse ao clube bávaro a título definitivo ou por empréstimo.

"É concebível que nos comprometamos com uma taxa de transferência ou paguemos o excesso de salário em relação a um montante base, se a nossa empresa for claramente identificada como facilitadora da transação", escreveu Marcus Schon a Oliver Kahn.

Crise de avançados na Baviera

Depois de ter conquistado dez títulos consecutivos na Bundesliga, o Bayern Munique está perto de perder mais um grande objetivo esta época, já que não conseguiu conquistar nenhum troféu. A última derrota, na última jornada, por 1-3, frente ao RB Leipzig, mostrou mais uma vez a crise que a equipa de Thomas Tuchel atravessa.

Mais concretamente, falta ao Bayern aquele "número 9", o avançado de área que pode causar problemas aos adversários no último terço. Após a saída de Lewandowski para o Barcelona, Choupo-Moting (34 anos) é o único jogador que resta nessa posição. O camaronês está lesionado, razão pela qual Serge Gnabry e Sadio Mané têm sido utilizados como referências no ataque.

Após a dolorosa eliminação da sua equipa frente ao Manchester City nos quartos de final da UEFA Champions League, Kahn assumiu que o Bayern precisava de um avançado.

"Vimos um avançado ontem à noite, mas infelizmente ele (Erling Haaland) não jogou por nós. Não há muitos avançados como Lewandowski", foi a declaração de Oliver Kahn, diretor-geral dos bávaros, segundo o jornalista Fabrizio Romano.

Por isso, o Bayern poderá retomar mesmo as conversações com Cristiano Ronaldo. O cinco vezes vencedor da Bola de Ouro marcou 13 golos e fez duas assistências em 15 jogos pelo Al-Nassr esta época, em todas as competições.